Belém, terra que Jesus nasceu.

Belém fica a 13 km de Jerusalém, ou seja, uma distância menor do que ir do centro de São Paulo até o Morumbi, ou da Barra da Tijuca a Ipanema, no Rio. Para chegar na cidade de 40 mil habitantes, você terá que pegar um táxi em ponto de Jerusalém e pedir para ser levado ao posto de passagem que a separa de Israel.
Por medo de ataques terrorista a cidade está sendo isolada do território israelense por uma barreira de concreto construída com o intuito de separar o país das áreas palestinas. Quem está a frente da obra é premiê de Israel, Ariel Sharon.
Para quem chega na praça da Manjedoura, pode ver a igreja Natividade (ou Gruta da Natividade) de perto. Ela foi construída pelo imperador bizantino Justiniano (527-565), e ficou no lugar de outra que ali havia sido construída pelo imperador Constantino, em 325. O controle dela é dividido por várias denominações cristãs. É dentro desta igreja que fica a gruta onde Jesus Cristo nasceu com uma estrela que indica o local exato onde ocorreu o nascimento. Para conhecer a igreja, pode-se optar por um livro explicativo no escritório de turismo, que fica na praça da Manjedoura mesmo, ou então contratar um guia em frente à pequenina porta da Humildade, que dá acesso à igreja. Muitos deles são muçulmanos, mas conhecem bem toda a história por trás do nascimento do menino Jesus e também sobre toda a igreja que guarda o local onde ele nasceu.
Em Belém, foi onde nasceu também o Rei Davi, inclusive onde ele foi coroado. Para quem não sabe, Jesus foi descendente de Davi, que foi quem matou o gigante Golias com apenas algumas pedrinhas.
O turista que vai até Belém, pode também se encantar com o mercado local, bastante movimentado. Lá é possível encontrar muitos objetos religiosos, boas lembrançinhas para levar para pessoas queridas que queira presentear.
Como hospedagem para ficar na cidade é bom passar pelo hotel Paradise, que passou por uma reforma de US$ 1 milhão. Considerado um símbolo de Belém, ele reabriu suas portas às vésperas do Natal de 2011. A ocupação nos hotéis está tendo crescimento de 10% a 20% e só para se ter uma idéia em 2004, de acordo com autoridades palestinas, 100 mil turistas estiveram em Belém, sendo a maioria constituída por cristão. As diárias nesses hotéis da cidade saem por volta de US$ 40.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade