Drácula, um clássico do terror

O livro Drácula, escrito no ano de 1890 pelo Irlandês Bram Stoker, é um dos maiores clássicos vampirescos de todos os tempos.

Baseado no folclore da Transilvânia e em um personagem da vida real (o príncipe Vlad, conhecido como o empalador), o livro é narrado através de três diários, escritos por personagens diferentes, fazendo com que o leitor tenha diferentes reflexões sobre a história do Conde Drácula.

A história começa com o corretor de móveis inglês Jonathan Harker, que vai à Transilvânia para tratar de negócios e passa por uma viagem repleta de mistérios. Chegando até o lugar de destino, é hospedado no castelo de um homem inteligente, excêntrico e misterioso chamado Conde Drácula.

Em sua estadia, Jonathan estranha o fato do Conde nunca participar das refeições e de não haver nenhum espelho no lugar. Em determinada parte do livro, onde o hospéde fazia barba em seu próprio espelho, se surpreende com a chegada de Drácula no lugar, e mais ainda por não ter sido capaz de notar seu reflexo por trás.

Jonathan passa a perceber que não é um simples convidado, mas sim um prisioneiro, ao descobrir que as cartas que enviava para a noiva Mina Murray estavam sendo extraviadas. O personagem consegue fugir do castelo e se encontrar com sua amada.

Porém, fatos estranhos acontecem com vítimas do vampiro, mostrando ser ele poderoso e extremamente maléfico. A partir desses fatos a caça ao Drácula se inicia.

Os heróis dessa história são essencialmente homens corajosos – Jonathan, Arthur e Quincey – ao enfrentarem seus pesadelos, e uma mulher, Mina, frágil, porém corajosa e inspiradora.

Estudando os pontos fracos do vampiro, e após uma série de acontecimentos, o grupo de corajosos consegue mandá-lo para dentro de seu caixão e em seguida matá-lo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade