Fernando de Noronha – Um paraíso próximo

Fernando de Noronha é um arquipélago formado por 21 ilhas e ilhotas exuberantes e que ocupa uma área de 26 km². Com lindas praias, e paisagens maravilhosas, ele fica situado no Oceano Atlântico a leste do estado do Rio Grande do Norte, mas constitui um distrito estadual de Pernambuco (desde 1988, quando deixou de ser território federal). A ilha principal possui 17 km² e fica a 545 km de Recife e a 360km de Natal.
O arquipélago possui fauna e flora exuberantes, e destaca-se pela sua diversificada vida marinha: é possível observar diversas espécies de peixes recifais, tartarugas e eventualmente tubarões e golfinhos.
A maior parte do arquipélago é protegida por uma unidade de conservação de proteção integral – nomeada Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, que atualmente é administrada pelo ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade). O Parque protege espécies endêmicas e a área de concentração de golfinhos rotadores, que se reúnem diariamente na Baía dos Golfinhos.

– COMO CHEGAR?

Por via aérea:
É o meio mais tradicional e menos complicado. O primeiro passo é chegar até Recife, capital de Pernambuco ou Natal, capital do Rio Grande do Norte. Existem vôos diários partindo das principais capitais do país.

Partindo de Recife – Existem vôos diários pelas companhias Trip, aeronave ATR-72, e Varig, aeronave Boing 737 . A duração do percurso é em média, 1:20 pela Trip e 50 minutos pela Varig.

Partindo de Natal – Existem vôos diários pela  Trip, aeronave ATR-72. A duração do percurso é, em média, 1:10 pela Trip.

Por via marítima:
É um meio menos tradicional e mais complicado. Existem cruzeiros que passam pela ilha. O arquipélago de Fernando de Noronha situa-se a quatro graus abaixo da linha do Equador, e localiza-se nas coordenadas 3o 54’S de latitude e 32o 25’W de longitude. Distante 545 km de Recife, capital do Estado de Pernambuco e 360 km de Natal, capital do Estado do Rio Grande do Norte e 710 km da cidade de Fortaleza, capital do Estado do Ceará.
Não esqueça que há uma taxa de ancoragem na ilha por dia ou fração (sem movimentação de mercadoria) e um acréscimo se há embarque ou desembarque de mercadoria (por tonelada).

– HOSPEDAGEM

Há diversas pousadas (ou hospedaria domiciliar, como denominada localmente) na ilha, bem confortáveis e próximas aos pontos turísticos. As hospedarias classificadas pela Administração de Fernando de Noronha, Embratur e Empetur ganham uma identificação de acordo com sua categoria, que tem como maior índice “Três Golfinhos”. São diversas, e vale apena pesquisar de antemão e atentar para a classificação. (Algumas ainda estão em processo de classificação).
É possível pesquisar as pousadas e suas respectivas classificações em: http://www.noronha.pe.gov.br/
Há também uma opção de hotel: o Dolphin Hotel.

– GASTRONOMIA

Além de todo o visual maravilhoso e das lindas praias, o local também conta com excelentes restaurantes, bares, pizzarias e lanchonetes. Os bares são uma ótima pedida para degustação de petiscos locais (frutos do mar) não só à noite, mas também durante o dia. Existem também ótimos restaurantes com culinária local, e varias lanchonetes espalhadas pelo arquipélago.

– DIVERSÃO

Seja para mergulhar, andar de bugre, fazer trilha, ou apenas nadar, há diversos roteiros para se aproveitar melhor a estadia. Seguem alguns deles: “caminhada histórica” (visita-se vários pontos históricos), “ilhatur” (panorama geral dos pontos principais da ilha), mergulho autônomo ou livre (a ilha possui diversos pontos para mergulho: seja você experiente ou precise auxílio de um guia, é possível extrair o máximo desta atração), passeios de barco, trilhas, entre outros…

– PRAIAS

Praias do Mar de Dentro: Baía e Porto de Santo Antônio, Praia da Biboca, Praia do Cachorro, Praia do Meio, Praia da Conceição ou de Italcable, Praia do Boldró, Praia do Americano, Praia do Bode, Praia da Quixabinha, Praia da Cacimba do Padre, Baía dos Porcos, Baía do Sancho (de águas transparentes, cercada por falésias cobertas de vegetação), Baía dos Golfinhos ou Enseada do Carreiro de Pedra, Ponta da Sapata.
Praias do Mar de Fora: Praia do Leão, Ponta das Caracas, Baía Sueste, Praia de Atalaia, Enseada da Caeira, Buraco da Raquel, Ponta da Air France.

– OBSERVAÇÕES:

No arquipélago existe apenas uma agência bancária, a do Santander.
Há a possibilidade de locar um veículo ou bugre no local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade