Fobia – Você tem alguma ?

O medo é um sentimento natural de todo ser – humano; sempre que alguém se encontra diante de uma situação que seja nova, perigosa ou com desfecho incerto, é comum que o medo se sobressaia. O problema é que para muitas pessoas esse sentimento é excessivo a ponto de interferir em suas vidas, impedindo-as de realizar certas atividades. Nesse caso, trata-se uma fobia, que se não for tratada pode resultar em doenças como a depressão. Mas o que é fobia? Como ela se manifesta? É o que vamos saber agora.

Fobia é um medo intenso, uma angústia, um temor constante em relação a um objeto, uma situação ou um ser. Ás vezes o motivo vem de alguma dificuldade inserida na história psíquica a qual a pessoa não consegue lidar. Também pode se originar de ideias incoerentes sobre algo que não representa perigo real.

As causas podem ter conexão com fatores genéticos e psicológicos e aprendizagem por convivência. É comum que as fobias apareçam durante a infância, mas são medos leves que depois desaparecem. Também podem se desenvolver em adultos e idosos.

Sintomas: ansiedade extrema que geram ataques de pânico, desconforto, taquicardia, sudorese, tremores, falta de ar, variação da pressão, medo paralisante, descontrole, aversão, angústia, pânico, entre outros.

A prevenção nada mais é do que uma educação que forneça uma boa estrutura psicológica, segurança e orientação ao indivíduo quando está em fase de crescimento e formação de personalidade. Essa tarefa é fundamental e cabe aos pais.

Tratamento

O tratamento é feito por meio de psicoterapia e com medicamentos que controlam as crises. É importante o apoio familiar e a resolução de conflitos internos do paciente.

TIPOS DE FOBIAS

Existem 3 tipos de fobias:

* Fobia Simples – a mais comum, caracterizada por medo de objetos ou situações concretas.

* Fobia Social – medo de apresentação e exposição ao público que possa gerar observações e comentários. É uma timidez excessiva.

* Agorafobia – insegurança em permanecer em lugares públicos com grande fluxo de pessoas que pode dificultar uma saída rápida do local. A pessoa que tem essa fobia teme que algo ruim possa acontecer e ninguém possa ajudar, mesmo em um local aberto com bastante gente. Por isso, se trancam em casa ou evitam freqüentar estádios, hipermercados, filas e transportes públicos.

FOBIAS ESPECÍFICAS

Há fobias para tudo: medo de animais; de fenômenos naturais como trovoadas e terremotos; pavor de feridas, sangue, injeção; medo de altura, de água, etc.

Entre elas:

– Claustrofobia: medo de locais apertados e estreitos ou de locais fechados com pouco ar. Exemplos: elevadores e salas com portas fechadas ou espaços sem janelas.

– Nosofobia: é um medo irracional de adquirir doenças ou de achar que está sujeita a contágios de doenças infecciosas pelo simples contato com o ar ou com ambientes hospitalares e clínicas.

– Zoofobia: medo de animais como gatos cachorros, cavalos e mesmo outros pequenos animais e pássaros.

– Aracnofobia: pavor de aranha.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade