Gianni Versace

O nome Versace tem grande peso no mundo da moda e é reconhecido pelos trabalhos em alta costura. Atualmente, o nome é mantido com sucesso pela estilista Donatella Versace, mas há toda uma história por trás desse sobrenome – tudo o que ele representa hoje foi construído pelo renomeado estilista Gianni Versace. Conheça a trajetória desse ícone da moda.

Gianni Versace nasceu em Reggio Calabria, Itália, no dia 02 de dezembro de 1946. Era filho do meio, entre o irmão mais velho Santo e a irmã mais nova Donatella. Sua mãe tinha um pequeno ateliê de confecção e foi lá que ele começou a se interessar por moda e a fazer as primeiras criações. Inicialmente produzindo roupas para a irmã, passou a desenhar roupas prêt-à-porter para a mãe vender. Nos anos 70, começou a trabalhar por conta própria e teve a primeira oportunidade na carreira dois anos depois, aos 25 anos. O dono da confecção Florentine Flowers encomendou ao jovem estilista uma coleção para ser produzida em Milão. O trabalho foi um sucesso e Gianni se mudou para Milão, firmando seu lugar ao trabalhar para a Callaghan, Genny e Complice, e De Parisini.

Em 1978, fundou a empresa Versace em parceria com o irmão Santo apresentando uma coleção feminina. Depois de um tempo foi a vez da coleção masculina e linhas de acessórios, perfumes e objetos. O estilo era inovador, misturando arte e história em peças que misturavam diferentes tecidos e matérias primas como couro, seda, estampado, bordados e metais. As criações eram luxuosas e repletas de detalhes com muitas cores, silhuetas e estampas. As roupas eram inspiradas na antiguidade clássica, no Power dressing dos anos 80 e nos excessos de estampas dos anos 90, mix que formou um estilo único. Famosas como a princesa Diana, a cantora Madonna, o cantor Michael Jackson e a atriz Elizabeth Hurley logo adquiriram seus modelitos Versace. A grife era para poucos – as peças eram glamourosas e caríssimas.

Contando também com a presença de Donatella na empresa, os irmãos Versace lançaram novas linhas, receberam prêmios e inovaram nas campanhas publicitárias. Os desfiles eram um espetáculo, assim como os figurinos e Gianni Versace acumulava amigos influentes e famosos. Nos anos 90 a marca estava no ápice com a inauguração de boutiques em outros países.

No dia 15 de julho de 1997, Gianni Versace foi assassinado a tiros na entrada de sua mansão em Miami Beach. O assassino era um jovem gigolô chamado Andrew Cunanan, um assassino em série que buscava notoriedade. Pouco depois, cometeu suicídio.

Apesar do baque, Donatella assumiu o comando dos negócios junto a Santo e à sobrinha Allegra. O Império Versace continua de pé, com linhas de vestuário feminino e masculino, roupa íntima, esportiva, óculos, coleção de jeans, perfumes, decoração e maquiagem. Uma novidade foi a inauguração do Palazzo Versace, um hotel de seis estrelas instalado na Costa Dourada australiana.

Gianni sempre será lembrado pelas contribuições ao universo da moda e também pela colaboração em projetos importantes na luta contra a AIDS e o câncer.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade