Ginástica Rítmica

Uma apresentação de ginástica rítmica é uma coisa muito linda de se ver – as coreografias sincronizadas, as cores e os movimentos encantam quem está assistindo – até nos esquecemos do quão trabalhoso é executar tudo isso. Para sair tudo perfeitinho, as pessoas envolvidas na apresentação dão um duro danado, treinando intensamente e se preparando por um longo período para esse dia. Apesar do esforço, quem pratica realmente gosta do que faz e sente orgulho ao render um bom resultado.
Como começou a ginástica rítmica? Ela surgiu na década de 20 como uma variação da ginástica artística. Com ela, os exercícios foram complementados e passaram a ser acompanhados por música.

Características
A ginástica rítmica (GE), diferente da ginástica artística, só permite a participação de mulheres. As ginastas se apresentam juntas em equipe (5 integrantes) e também há provas individuais. Elas usam um collant especial que facilita ao máximo seus movimentos. Nas grandes competições, cada equipe desenvolve seu collant de acordo com seu gosto e estilo, considerando sua nacionalidade e o tema da apresentação. Todos ficam muito bonitos e trazem cor e alegria ao ambiente. A ginástica rítmica não exige muita força e resistência, mas habilidade técnica, expressão artística e elegância. Os aparelhos utilizados são: fita, arco, bola, corda e maça. Os movimentos corporais variam entre equilibrar, saltitar, girar, lançar e pegar de volta os aparelhos, correr, ondular, e outros mais. Quanto mais criativos, melhor.

 

Ginástica Rítmica

Ginástica Rítmica

Competições
A primeira vez que a GE apareceu nos Jogos Olímpicos foi em 1984, na cidade de Los Angeles. No Brasil, ela chegou na década de 50 e hoje é um dos destaques esportivos do país, com várias medalhas de ouro conquistadas nas Olimpíadas. Com cinco anos de idade, uma menina pode começar a praticar GE, mas para competir precisa ter no mínimo 15 anos.

Essa atividade trabalha os músculos do corpo, a energia e precisão nos movimentos. Ajuda a manter o corpo em forma e saudável aliado a uma boa alimentação.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade