Hamsters

O Hamsters são pequenos mamíferos roedores originários da África e Ásia, são dóceis e ágeis e hoje são encontrados no mundo inteiro. Algumas espécies são selvagens e vivem em tocas e regiões semi-desertas, outras são criadas em laboratórios ou domesticados em residências. Os hamsters se tornaram muito populares como animais de estimação pelo fato de serem dóceis, inteligentes e independentes em suas atividades. Mas apesar de fácil de tratar, um hamster necessita de alguns cuidados assim como qualquer outro bicho de estimação, para que ele viva de uma maneira saudável. E não se preocupe: ao contrário do que muitos pensam, eles não transmitem doenças. A média de vida não é muito longa – de dois a quatro anos dependendo da espécie – mas durante esse tempo você pode curtir bastante o seu mascote preparando um ambiente lúdico e agradável para que ele posse se divertir.
O nome hamster deriva da palavra alemã “hamstern”, que significa “acumular/armazenar” em referência às bochechas dilatáveis do animal.  Existem 4 raças domesticáveis: Sírio, Chinês, Anão (dividido em Anão Russo Campbell e Anão Russo Winter-White) e Roboroviski. Conheça os detalhes de cada uma delas:
Algumas espécies como Chinês, Anão Campbell e Roboroviski precisam de gaiolas com grades estreitas ou aquários para não fugirem, pois são pequenos e velozes.

  • Hamster Chinês – vem da China e Mongólia, e é sociável com outros da sua espécie, independente do sexo, quando criado junto a eles desde pequeno. Mas durante o período de gestação os machos devem ficar isolados das fêmeas, que podem ficar agressivas. A reprodução não é muito comum, por isso há poucas quantidades.
  • Hamster Sírio – é um dos mais comuns em lares e também é conhecido como Hamster Panda, devido à sua cor. É o mais resistente e tranqüilo para ser manuseado por crianças, mas tem natureza solitária e não aceita outro na mesma gaiola.
  • Hamster Anão Russo Campbells – é habitante natural de regiões da Ásia Central, nordeste da China e dunas de areia da Mongólia. Têm pêlos nos pés e também é sociável com outros da espécie. É pequeno e pode morder quando sentir-se ameaçado, portanto, não é bom para crianças pequenas.
  • Hamster Anão Russo Winter-White – também chamado de siberiano, vem do leste do Casaquistão e sudoeste da Sibéria. No inverno, sua pelagem tende a ficar branca por causa da baixa incidência de raios de luz. Pode viver em grupos com outros Winter-White (quando criados desde pequenos). Também não é recomendado para crianças.
  • Hamster Roboroviski – originário da Mongólia e norte da China, é mais difícil de manusear por ser extremamente rápido e ativo. Não é encontrado em pet shops facilmente e necessita de bastante espaço para se locomover e gastar sua intensa energia. Mede apenas 5 cm.

São noturnos, dormem durante o dia.

Gaiolas e acessórios

Antes de tudo, a rodinha de exercícios é fundamental para criação de um ramster.

As gaiolas têm preços e modelos variados, geralmente contendo andares, escadas, escorregador, pontes e rodinhas. Coloque-a em local fresco, sem exposição direta ao sol e correntes de ar. Amarre bem as portas e aberturas (com arame) para evitar que o ratinho as abra.

No caso do tubo de plástico, disponibilize outro compartimento maior ao lado. E não coloque a espécie sírio, pois ele é maior e pode ficar entalado.

Você pode fazer gaiolas temporárias para diversão com caixas de papelão, de sapato, copos de plástico e outros que tiver em casa. Sempre de olho no animal.

Limpe a gaiola a cada 5 dias sempre com água corrente, pois os hamsters ficam irritados com produtos de limpeza.

Alimentação – sementes, ração sem hormônio ou antibiótico, frutas secas e vegetais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade