María Antonieta de las Nieves: a famosa Chiquinha

Hoje é aniversario de um dos maiores personagens do mundo, e que nos faz rir ate hoje, independente da idade de quem esteja assistindo, se trata do aniversario de Maria Antonieta de las Nieves (a famosa Chiquinha/Dona Neves do Chaves), ela é casada com o produtor de televisão Gabriel Fernández desde 1972, ela não tem filhos biológicos com ele, mas adotou 2 filhos: Gabriel e Verônica Fernández.
Desde pequena ela já mostrava talento, e tinha o desejo de ser uma das maiores atrizes dramáticas do México. E não é para menos, logo aos 6 anos ela já estava realizando trabalhos na televisão, sendo que aos 3 ela fazia aulas de balé clássico, também esteve em uma academia que preparava atores mirins, fez teatro e aos 8 foi chamada para fazer dublagens, onde realizou diversos trabalhos de dublagens. Aos 10 anos recebeu seu primeiro prêmio após interpretar uma menina má na novela “La Leona”
Com o sucesso e seu talento, Maria é convidada por Chespirito/Roberto Bolaños (Chaves) para participar de seu programa, inicialmente ela recusou dizendo que queria fazer drama e ser protagonista de novela, mas Chespirito disse a ela a seguinte frase “ fazer rir é mais difícil do que fazer chorar e um bom ator faz os dois”, contou ela, que na época tinha 18 anos.
Após alguns contatos, um acordo foi fechado, onde ficou estabelecido a participação da atriz em “Los Supergenios de La Mesa Cuadrada”.
Com o sucesso obtido em “Los Supergenios”, Roberto Bolaños, foi convidado pela TV Tim para realizar uma nova atração. Alguns meses depois, surgia “El Chavo del Ocho”(o programa Chaves), que consagraria de vez María no personagem Chiquinha/ La Chilindrina.
Em 1995, Maria passou a fazer sua própria série chamada de “Aqui está La Chilindrina”, que teve apenas 20 episódios e foram reprisados em 5 anos, o que também rendeu uma briga com Bolaños levando os 2 a justiça, e Maria acabou saindo vencedora dessa disputa de direitos autorais da personagem.
Segundo Maria, um dia ela e o elenco chegaram para gravar o programa e Bolaños disse que não seria gravado nada naquele dia, então questionaram quando seria a próxima gravação e ele disse que não teria mais, porque ele não tinha mais cara de menino, e para fazer seu personagem ele precisava dessa cara de menino, após alguns anos, Maria soube que os personagens não estavam registrados, pois a cada 5 anos tinha um renovação de registro, e o mesmo não estava sendo feito por 15 anos, então ela registrou somente a “Chiquinha” e fez alguns programas e apresentações próprias, então Bolaños deu conta do que estava acontecendo e começou toda a briga, a própria Maria disse que poderia ter registrado mais personagens do “Chaves”, pois tudo isso seria legal, já que não havia registro algum sobre eles, mas quis somente a “Chiquinha” para trabalhar no que gosta e seguir em frente.
Em 2002, María sofreu um infarto, mas felizmente ela conseguiu se recuperar e atualmente está com boa saúde. Em 2005, ela fez as pazes com Bolaños,sendo inclusive convidada pelo filho dele, Roberto Gómez Fernández, que é um dos diretores da Televisa, para gravar a telenovela “Sueños y caramelos”.
No dia 13 de Outubro de 2011, fez uma visita no Brasil pela primeira vez, e uma participação no Programa do Ratinho no SBT.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade
Publicidade