Queda de cabelo após o parto.

São muitas as manifestações que ocorrem nos cabelos e na pele após o parto. Muitas delas causadas pelas diversas modificações que ocorrem, em conjunto, no corpo da mulher grávida e da lactante ao final da gestação.
Uma das manifestações mais comuns é a queda de cabelo alguns meses após o parto. O problema é muito comum, porém nem todas as mulheres o apresentam, podendo inclusive ocorrer após uma das gestações e não ocorrer após uma segunda ou terceira gravidez.
O que se sabe é que a mudança no padrão de liberação de alguns hormônios sexuais, produzidos em maior quantidade na gestação, pode colaborar para uma fase de crescimento capilar mais longa, reportando uma menor queda neste período. No entanto, quando a gravidez termina, uma nova mudança hormonal ocorre abruptamente, interrompendo a fase de crescimento de muitos cabelos, que cairão alguns peses após o parto (de 2 a 4 meses, aproximadamente).
Se a mulher experimenta este tipo de queda e não tem nenhum problema capilar prévio, é comum que o quadro se resolva sozinho, mesmo com queda capilar intensa, pois o que ocorre é apenas uma troca mais rápida dos fios. Porém, algumas mulheres já sofrem do problema, e, caso passem pela queda pós-parto, muitas vezes se faz necessária uma intervenção médica para não agravar o problema.
Mas há exceções: mulheres que nunca tiveram problemas capilares antes da gestação, e, passam a desenvolver quadros crônicos de queda capilar depois da queda pós-parto. Quando não se estabilizam sozinhos, situações como esta precisam de uma avaliação médica para o diagnóstico e para o tratamento. Geralmente há um desequilíbrio hormonal remanescente e níveis altos de estresse envolvidos no quadro.
Os tratamentos para queda após a gravidez são em sua maioria, simples. Mas um acompanhamento médico sempre se faz necessário para restabelecer a normalidade.

One Response to Queda de cabelo após o parto.

  • Carla says:

    Uhmmm muito interessante. Eu tive este problema e quase entrei em parafuso!
    Fiz mil coisas usando remédios caseiros e mal sabia que era devido a gravidez (pós-parto). Tentei a alopatia procurando profissionais inadequados, mas nada resolveu.
    Deveria ter procurado um profissional do ramo o quanto antes.
    Depois que procurei um dermatologista, resolvi rapidamente meu problema.
    Ótimo post!!!!! Se eu soubesse disso na época, não teria procurado profissionais de outras áreas.
    Beijos e continuem assim!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade