Saiba como tratar a asma

A asma é uma doença respiratória bastante preocupante, pois gera crises repentinas de falta de ar provocadas por vários fatores e, que se não controladas, podem levar à morte. Essa doença crônica se caracteriza pela inflamação das vias aéreas e o inchaço e estreitamento dos bronquíolos (pequenos canais de ar dos pulmões) dificultam a passagem de ar, ocasionando várias reações como contrações e broncoespasmos. A asma tem relação com fatores genéticos e ambientais, e exige monitoramento constante para não se agravar.

Causas:

– Inalação de substâncias chamadas de alérgenos ou desencadeadores, que incluem:

Poeira, mofo, pólen, pelo ou caspa de animais domésticos, produtos químicos presentes no ar ou em alimentos, fumaça de cigarro.

– E ainda:

Histórico de alergias como rinite e eczema na família (ou não);

Mudanças climáticas (com mais frequência em clima frio);

Exercícios intensos, resfriados e gripes, estresse emocional e azia.

Sintomas:

Quando a pessoa apresenta tosse e respiração ofegante e tosse, já deve ficar alerta. Os ataques podem ser momentâneos e rápidos ou prolongados por vários dias.

Outros sintomas: Falta de ar, tosse seca, chiado, aperto no peito, dificuldade de respirar na prática de atividades físicas. Nas situações de emergência durante as crises: lábios e rosto azulados, fraqueza, sudorese, pulsação rápida e ansiedade. Atenção: a ansiedade extrema durante a crise de asma pode se transformar em pânico, o que piora muito mais o estado da pessoa, podendo levar à obstrução do ar.

Tratamento

O tratamento consiste em aplicar medicamentos que previnem ataques, abrem as vias respiratórias (broncodilatadores) e aliviam os sintomas durante as crises.

Os medicamentos de alívio imediato (drogas de resgate) também podem ser usados antes do exercício físico e incluem broncodilatadores (inaladores). Geralmente, eles contém beta-agonistas em conjunto com alguma droga esteroide.

Medidor de pico de fluxo – é um dispositivo que mede a rapidez com que você pode mover o ar para fora de seus pulmões, muito útil para prever um ataque. Valores de 50 a 80% dos melhores resultados são um sinal de um ataque de asma moderado, e os valores abaixo de 50% são um sinal de um ataque grave.

Cura – A asma não tem cura, mas os sintomas podem ser controlados de forma a não afetar o cotidiano de uma pessoa.

Prevenção

– Cubra roupas de cama com coberturas à prova de alergia para reduzir a exposição a ácaros;

– Passe aspirador de pó no quarto e nos tapetes regularmente;

– Mantenha animais domésticos fora do dormitório;

– Umidifique o ar no local que frequente e lave o nariz diariamente para que ele não fique irritado;

– Evite contato com produtos que tenham cheiro forte e opte pelos inodoros;

– Exercite-se moderadamente. Atividades recomendadas: Caminhada, natação, andar de bicicleta;

– Tome muito líquido para ajudar a diluir a secreção brônquica e facilitar a expectoração. Beba de cinco a oito copos por dia;

– Não tome medicamentos indutores do sono, que tornam a respiração mais lenta.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade