Tubarão – Branco: O mais temido tubarão

O Tubarão-Branco é um grande e feroz caçador, considerado o maior predador depois da orca. Quem assistiu ao filme “Tubarão”, de Steven Spielberg, conheceu essa espécie de uma forma bem impactante – ele ficou marcado como um animal agressivo que ataca humanos, mas na verdade não é bem assim. O tubarão-azul é quem costuma acompanhar os navios, o tubarão-branco é mais temido em naufrágios e normalmente ataca humanos por erro de identificação ou invasão de território. Ele vive em águas frias e em algumas áreas costeiras e mesmo com um corpo menor, é muito ágil e forte.

Características
O comprimento médio de um tubarão-branco é de 5 a 6 metros e o peso é de 3 a 4 toneladas. Seu dorso é marrom-acinzentado ou cinza-azulado, sua barriga é branca (geralmente com uma mancha escura ao redor da axila na nadadeira peitoral) e sua nadadeira dorsal tem uma cor mais escura. Com essa disposição de cores, o tubarão passa despercebido por animais que nadam acima dele. Os dentes são afiadíssimos: são três filas com três mil dentes triangulares e serrilhados, de 7,5 centímetros de altura. O olfato e a audição são bastante apurados, que permitem uma boa visualização dentro e fora d’água e a detecção de movimentos e traços de sangue
a quilômetros de distância. O tubarão-branco é o único que coloca a cabeça fora da água para enxergar e também salta para alcançar mamíferos marinhos. Diferente dos demais tubarões, ele não depende da temperatura externa para se aquecer, por isso consegue viver em águas frias usando um mecanismo próprio que mantém seu corpo aquecido.

Tubarão - Branco: O mais temido tubarão

 

Alimentação – O tubarão-branco se alimenta de animais como peixes, tartarugas, focas, golfinhos, aves, baleias mortas ou doentes, elefantes e leões marinhos. Durante seus ataques, gasta muitas calorias, por isso prefere presas com alto teor de gordura. Ela dá uma primeira mordida e espera a vítima morrer para devorá-la.

Reprodução – A reprodução do tubarão-branco é ovovípara e a gestação dura um pouco mais de 1 ano, gerando em torno de sete filhotes. Eles se tornam adulto com 10 ou 12 anos.

O tubarão-branco vive por aproximadamente 30 anos, mas está em risco de extinção devido à pesca comercial e de competição. Para evitar a redução da espécie e um desequilíbrio no ecossistema marinho, que prejudicaria também as populações
humanas, vários órgãos têm combatido a pesca desse tubarão. Inclusive, as pessoas envolvidas na produção do filme e do livro “Tubarão”, tentam mudar a imagem negativa retratada equivocadamente no cinema.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade